A relação de Jesus e seus discípulos

segunda-feira, 10 de julho de 2017

“Se não forem até o fim comigo, ainda que o caminho seja acidentado, vocês não me merecem” (Mateus 10.38 - A Mensagem)

Quando pensamos em Jesus e seus discípulos, sempre nos limitamos ao círculo dos doze. Porém, os evangelhos nos apresentam homens e mulheres que o seguiram, e não eram poucos. A relação entre Jesus e seus discípulos era diferente do paradigma estabelecido entre os rabinos em Israel. Eles não o escolheram, mas foram escolhidos por Ele.

O termo discípulo no grego é traduzido por aluno, mas a informalidade de Cristo e como ele apresenta sua mensagem, quase exclui a relação mestre e aluno estabelecida nas escolas judaicas. Seus seguidores não estavam em busca da sua interpretação da lei, mas da sua mensagem do reino. Sua maneira como interpelava as antigas tradições, trazendo à tona em cada uma de suas parábolas os valores do reino, demonstra a perspectiva de esperança da sua mensagem. 

Jesus tinha uma radicalidade em sua mensagem que confrontava e desafiava aqueles que se colocavam a caminho com ele. A comunhão de vida do discípulo com Jesus é comunhão de destino. Ela vai ao ponto de exigir do discípulo estar disposto a sofrer o mesmo que Jesus – até perseguição e execução.

Essa é a nossa relação com Cristo e esse é o nosso desafio radical. Ser discípulo é arcar com a responsabilidade das escolhas, mas ao mesmo tempo, vivenciar a esperança do evangelho. Deus tem nos chamado a isso. Responda a sua voz e o busque. Há muito a ser feito, e nós somos instrumentos de mudança em nossa comunidade. Pense nisso!




LEONARDO CARVALHO é blogueiro e autor do Reformando Conceitos. Esposo da Cláudia (com quem escreve no e a gente se encontrou), pai da Tábata. Também é colaborador do Blog Apologetas. É músico e compositor. Formado em Teologia Ministerial no Seminário Vida Nova, cursa o bacharelado na FBMG. É membro da PIB Nova York em Belo Horizonte (MG).
CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan