Música

Guilherme Scardini... poesia em canção (17.05.14)



A primeira vez que ouvi o Guilherme foi em um vídeo interpretando a canção "Casa Pré fabricada" do Los Hermanos. Foi uma mistura serenidade e poesia, arte e espanto. Quantos talento temos a descobrir? Quantos sons ainda irão nos surpreender? Quantas canções ainda irão nos tocar? Guilherme é prova de que muito ainda temos para esperar. Desde que ouvi o EP "Varandeiro", não consegui mais parar de ouvir. Já está a minha lista dos melhores no ano ao lado de nomes de peso e de gratas surpresas. Eu recomendo!



Fim de Tarde já é a minha favorita. Confira:



Mas seria injusto divulgar este tão promissor trabalho sem conhecer de fato Guilherme Scardini. Com a palavra alguém que pode falar de maneira bem mais profunda a respeito da vida e obra deste fantástico músico. Com a palavra... Ana Cláudia Nunes

__________





Não faz muito tempo que Guilherme Scardini chegou por essas bandas de Viçosa (MG) usando um chapéu e confessando, meio que de lado, que vivia pensando em música. Ele faz o curso de Arquitetura na UFV (Universidade Federal de Viçosa) e recentemente decidiu compartilhar suas doces composições com quem quiser ouvir.
Estou falando de seu primero EP* “Varandeiro”. O próprio Guilherme explica o título: “A varanda é onde a casa se encontra com o mundo, varandeiro é o homem que vive lá.”
O disco foi gravado no Estúdio Oca em Serra – ES entre fevereiro e março deste ano e teve a co-produção de Eric Funabashi e do Guilherme. As músicas são uma delícia! Poesia assim para derreter, melodias macias e aquela vontade de colocar no repeat até enjoar! Rsrs.
Consigo ver várias referências no trabalho de Scardini, que pode ser classificado como “Nova MPB”. Digamos que se você gosta de Crombie, Vanessa da Mata, Los Hermanos, Palavrantiga, Malu Magalhães, Marisa Monte e muitas outras coisas boas (para ficar nos nacionais), você vai curtir o violão do menino.
Sobre as letras, as músicas falam de delicadezas do dia a dia percebidas pelo artista, encontros, pessoas, e até apologética (em Absurdo)! A primeira composicão que ouvi do Guilherme foi Eu Vim do Céu, e é lindo pensar sobre a encarnação de Cristo desta forma. Vale ouvir lendo a letra.


O artista amador (como se define) convida: “Esse trabalho vem do fundo de mim e eu espero que encontre vocês com a beleza que é a intenção dele.”

Ana Cláudia Nunes, é publicitária, tem 26 anos e ama ouvir música boa. O texto acima é "Varandeiro: música boa e nova para este fim de semana"Foi publicado originalmente por ultimato jovem em 16 de maio de 2014 
__________

Você pode escutar as músicas aqui.
O EP + capa  e encarte estão disponíveis para download gratuito neste link.
Você também pode se encontrar com Guilherme em sua fanpage.





Ed Sheeran - I See Fire... Trilha de O Hobbit (18.12.13)

O britânico Ed Sheeran lançou recentemente sua mais nova música "I See Fire"; destaque como trilha em 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Sheeran toca todos os instrumentos exceto violoncelo. A canção tecnicamente o torna elegível para a "Melhor Canção Original" do Oscar 2014. Além disso, "I See Fire" lembra canções folclóricas irlandesas. Sem dúvida uma das mais belas trilhas de cinema dos últimos tempos. Confira!






Josh Garrels (03.12.13)




É sempre um prazer compartilhar boas dicas. E é com muita felicidade que apresento a você que não conhece um músico de extremo talento e refinado gosto para compor e se expressar. Seu nome é Josh Garrels. A primeira vez que ouvi falar deste músico foi no site ElevArte. Sempre temos ecos de tantos que surgem no "States", mas pouquíssimo de cantores  que surgiram de maneira independente que consolidaram seu trabalho. 
De voz peculiar, Josh Garrels passou mais de uma década criando músicas que expressam compaixão, esperança, saudade, e libertação. Cultivando uma mistura de gêneros como folk e hip hop, a música de Garrels está intrinsecamente tecida em sua história de vida. No contexto está a família, fé, raízes e a comunidade em torno de sua obra.
Garrels faz ouvir a sua voz em um mundo onde sua música que fica no espaço entre acessibilidade, honestidade e luta, celebra o mistério da fé com autenticidade e coração. Em vez de alienar ouvintes, Garrels desafia na fé os fãs de todas as origens. Sua música continua crescendo de forma constante.
Muitas das canções no catálogo de Garrels evocar. Eu sempre tive uma profunda ligação com a floresta, campos e lagos. Eles de alguma forma me fazem sentir livre e atemporal, mas também corajoso e decidido diz Garrels. Seu pai era um andarilho ávido, e levava a família em caminhadas na mata.

“Durante toda a minha vida, quando eu estive no meio de uma crise pessoal, mágoa, ou necessidade espiritual, tenho ido à natureza para orar, pensar e até mesmo gritar e chorar. "




Desde o início de sua carreira, Garrels escolheu se auto gravar, mixar, produzir e distribuir registros sem gestão ou representação da indústria rótulo, a começar com as gravações de lo-fi Stonetree (2002), Underquiet (2003) e The sea in between (2006).
Em 2005, casou-se com Michelle em Indianápolis, onde o par viveu por quase três anos antes de se mudar para uma antiga casa de madeira em Eaton, Indiana. Separamos mais uma palinha do trabalho de Garrels. Confira!


Josh Garrels - Ulysses (2010)




O último trabalho do cantor é um documentário chamado "The sea in between", em parceria. É fantástico. As músicas deste trabalho estão disponíveis para download por tempo limitado no site do NoiseTradeNão perca essa rica oportunidade.






Lorena Chaves (23.07.13)




A cantora e compositora mineira Lorena Chaves, nasceu em Belo Horizonte e viveu um momento especial de exposição de seu trabalho no programa Ídolos, na Rede Record em 2008. Passou por mais de 30.000 inscritos e conquistou o 6º lugar. Em 2009, Lorena foi convidada por Rogério Gomes, o Papinha (diretor de núcleo da Rede Globo) a compor e interpretar uma música para a novela “Escrito nas Estrelas”. Papinha também dirigiu o clipe da música de Lorena que ganhou o título de “Nossa História”. Em 2010, Lorena levou seu show de estilo MPB para algumas cidades como Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e dividiu palco com cantores como Preta Gil, Paula Lima, Thiago Martins, Raoni Carneiro.

Em 2012, Lorena recebeu o convite para assinar um contrato com a Som Livre - Organizações Globo, sendo a nova aposta da gravadora. Seu primeiro trabalho pela gravadora foi lançado em Abril/2013. Lorena Chaves é o nome do CD que traz 12 canções que passeiam pelo folk e MPB. O CD tem influência de estilos musicais como Los Hermanos, porém com o toque feminino de uma voz rouca e timbre suave.É seu primeiro disco, mas já traz traços de uma cantora veterana.

Este é o primeiro trabalho da cantora e compositora Lorena Chaves, cujo nome leva o título do álbum. Este trabalho contém de "tudo um pouco", como ela mesma gosta de dizer: "Nunca consegui definir um gênero pro meu trabalho, eu sempre gostei de passear por muitas ondas, ritmos e temas. Sempre pensei em gravar um disco que fosse prazeroso de ouvir, do começo ao fim, por fazer de cada música uma novidade." O álbum contém 12 composições com influências de rock, folk, mpb e por aí vai! São músicas compostas pela própria cantora, sendo uma delas escrita por ela, Marcela Vale e Marcos Almeida (Palavrantiga), que leva o nome de "Cartão Postal". As músicas falam muito de esperança, amor e contém reflexões sobre o cotidiano e o comportamento humano. Nas faixas "Memórias de um Narciso" e "Admirado Lamentável Cidadão", Lorena faz uma crítica sobre o ideal de ser humano a ser seguido na atualidade, em sua grande maioria: "Acho que muitas vezes o foco está em nós mesmos, nas nossas conquistas e o fato é que isto nos torna cada vez mais egoístas e menos humanos. É preciso querer enxergar além do que se vê!

No início de março o Cd foi disponibilizado no Itunes para compra e no mesmo dia alcançou o 5º lugar no ranking dos mais vendidos.

‘’A primeira vez que ouvi Lorena foi ao vivo e não podia ter sido melhor. Lorena não é uma nova cantora, ela é uma nova artista e ali, ao vivo, podia se ver o todo, a identidade do som junto ao carisma impressionante que tem. A ansiedade por ouvir o material gravado era grande e valeu a espera. Lorena conseguiu registrar exatamente a essência de tudo que havia visto, não sei se é MPB, rock, pop ... é um pouco de tudo que a influenciou até hoje com liberdade de transitar por todos, despretensiosa e despreocupada com rótulos.Ouçam"  
Emilio Magnago – Diretor Comercial da Som livre e Head Of Sales & Licensing da Gravadora.

Postagens mais visitadas